Sobre

CETEFI - Centro Terapêutico Especializado em Fígado

Veja como chegar ao CETEFI ou conheça a nossa Equipe Médica.

Histórico

A convite do Hospital São Joaquim da Real e Benemérita Sociedade Portuguesa de Beneficência e com apoio de Antônio Ermírio de Moraes, em 1986 foi criado o Centro Terapêutico Especializado em Fígado – CETEFI, composto por um grupo de clínicos e cirurgiões. O projeto tinha grandes desafios, a começar pela sua implantação em centro médico com tradição alicerçada no tratamento das doenças cardiovasculares.

Desde sua criação, o CETEFI se dedicou ao atendimento de pacientes, valendo-se de um Serviço Integrado Multidisciplinar que envolveu a conjunção de clínicos, cirurgiões, anestesistas, infectologista, patologistas, hematologistas, endoscopistas, radiologistas, intensivistas, fisioterapeutas e psicólogos.

O amadurecimento nos levou a que em agosto de 1993, a equipe do CETEFI realizasse o primeiro transplante de fígado, sendo que desde então vem realizando uma média de 35 transplantes anuais. No total, já realizamos mais de 300, valendo-se de doadores falecidos e 117 intervivos, com resultados semelhantes aos dos melhores centros da América Latina.

Os profissionais do CETEFI, entretanto, sempre se caracterizaram pelo pioneirismo como implante de novas técnicas radiológicas invasivas visando tratar pacientes com hipertensão portal grave e tumores primários e metastáticos de fígado. Assim, na área de Radiologia Intervencionista realizou juntamente com a MED-IMAGEM o primeiro implante de TIPS na América Latina, tornando rotineira a feitura das quimioembolizações intra-artéria hepática, das radioablações, das embolizações de veia gástrica esquerda, implantes de próteses biliares rígidas ou auto-expansíveis por via radiológica ou endoscópicas, atitudes terapêuticas que tiveram impacto positivo em diferentes centros médicos de todo o País.

Ampliou-se esse arsenal com realizações de colecistectomias videolaparoscópicas em cirróticos, com ótimos resultados. Somam-se a esses os estudos anatômicos do fígado, visando aprimoramento na realização do transplante com doadores vivos. Hoje, o CETEFI realiza mais de 60 cirurgias mensais nas áreas de cirurgia geral e do aparelho digestivo, bem como dos transplantes de fígado isolado ou combinado e simultâneo de fígado e rim, e do pâncreas.

Em paralelo às atividades clínicas e cirúrgicas, foi montada uma infra-estrutura de ensino e pesquisa, viabilizando o treinamento de médicos, conforme os objetivos iniciais de desenvolvimento de um centro de medicina assistencial e de transmissão de conhecimentos. Pouco tempo depois da criação desse núcleo de desenvolvimento profissional, o CETEFI alcançou o reconhecimento do Conselho Nacional de Educação com o curso de Pós-Graduação Lato Sensu, tornando-se um importante Centro de Ensino e Treinamento.

Após este reconhecimento, o Serviço foi estruturado para receber estagiários em regime de pós-graduação com duração de três e quatro anos, contando com cursos continuados de Gastroenterologia e Hepatologia Clínica. Além disso, os estagiários contam com extensa programação de seminários, aulas, visitas clínicas diárias aos pacientes internados.

O CETEFI recebeu também o Certificado de Reconhecimento da Federal Brasileira de Gastroenterologia (FBG), por atender aos critérios educativos e científicos como forma adequada de treinamento e formação do pós-graduando.

Atualmente, o CETEFI oferece aos seus residentes dois tipos de qualificações na área de pós-graduação: Gastroenterologia Clínica e Hepatologia.